porquinho finanças

Planejamento Financeiro: A carta na manga de quem quer abrir seu próprio negócio

Em meio a um dos momentos mais turbulentos da economia nacional dos últimos anos, uma das coisas que mais incomoda o empreendedor brasileiro é a insegurança perante ao que está por vir. Investimentos indexados passaram a ser mais interessantes, a corrosão do poder de compra da moeda Brasileira é inquietante e muitos dos que desejam abrir seu próprio negócio se perguntam:

“Mas será que vai dar certo? E se não der?!”

Essa é uma pergunta básica a quem deseja empreender.

Segundo um levantamento do IBGE, em 2012, 48,2% das empresas Brasileiras não sobrevivem mais de 3 anos. Você então pensa: “Mas 3 anos não são pouco tempo. Essas empresas passaram 3 anos tendo prejuízos?” – Provavelmente não.

Uma das principais saídas da elaboração de um plano de negócios e a principal de uma de suas etapas, o planejamento financeiro, é a análise de viabilidade financeira do novo negócio proposto. A razão para isso é o fato de que, nas “contas feitas em papel de pão” muitas empresas aparentarão ser, não só lucrativas, como, também, negócios rentáveis e longínquos.

Como dito anteriormente, uma empresa que apresente resultado líquido mensal positivo não necessariamente será um bom negócio. O quão trabalhoso é abrir e administrar uma empresa? Quais são os riscos envolvidos e os investimentos necessários? Quais outras aplicações poderiam ser realizadas com o mesmo dinheiro?

Na Esag Jr. , costumamos dizer que na realização do plano financeiro tudo o que foi definido para o negócio anteriormente será colocado à prova.

Você com certeza terá ótimas ideias, mas será que as mapeou corretamente? E com mapear quero dizer: Será que você conhece exatamente o quanto investirá para abrir seu negócio? E aquele selo de segurança digital? Você o colocou na conta?

Entrou em contato com seus fornecedores e sabe qual será o pedido inicial mínimo a ser realizado? As condições de pagamento? Sabe exatamente como todos os seus produtos serão tributados? Sabe o quanto isso representará à sua empresa?

Realizar um planejamento financeiro não só fará com que você saiba todas essas e muitas outras informações, como possibilitará a criação de diferentes cenários com as mais diversas variáveis.

Nos Planejamentos Financeiros elaborados na Esag Jr., criamos, ao menos, 3 cenários diferentes com projeções de, no mínimo, 3 a 5 anos.

Faça um esboço você mesmo em alguns passos:

  • Encontre uma a solução para uma necessidade de determinado público e a estude a fundo, mapeie com o máximo de detalhamento o que ela exigirá.
  • Use o embasamento adquirido com o estudo do setor e do atual cenário econômico e crie, no mínimo, 3 cenários.
  • Analise os resultados advindos dos demonstrativos financeiros pro forma realizados (ex: DRE e Fluxo de Caixa).
  • Calcule e analise os indicadores financeiros de seus demonstrativos. Qual a Taxa interna de Retorno (TIR) prevista? Em quanto tempo todo aquele recurso investido retornará a você? Qual será o Valor Presente Líquido (VPL) no final do último período projetado?

E, afinal, aquela ideia realmente vale todo o risco e o esforço que você pretende, ou pretendia, realizar para colocá-la em prática?

Ficou com dúvidas quanto à elaboração de um planejamento financeiro para sua ideia?

A Esag Jr. elaborou uma Planilha de Fluxo de Caixa que pode ajudar você e o seu negócio no controle financeiro!