abrir uma empresa

Como abrir uma empresa com pouco dinheiro?

Você já teve uma ideia de negócio, quis abrir uma empresa, mas descartou a ideia porque não tinha tanto dinheiro no momento? Não desanime!

Nós ensinamos como abrir uma empresa com pouco dinheiro e ainda como planejá-la da melhor forma possível.

A seguir você será questionado acerca de vários assuntos essenciais para abertura de qualquer negócio. Se conseguir respondê-las, você está a um passo de concretizar seu sonho!

Continue lendo este artigo sobre como abrir uma empresa sem ter tanto dinheiro para saber se seu sonho se tornará realidade!

Você se conhece?

Suponhamos que você teve uma ideia espetacular, confia que vai dar certo e quer logo abrir sua empresa.

Não crie expectativas tão rápido!

É de extrema importância refletir sobre suas habilidades, competências, o que você gosta e não gosta de fazer, suas prioridades, desejos e vontades, e principalmente as coisas que você está apto a abdicar para tornar sua ideia realidade.

O auto-conhecimento é essencial antes de tomar qualquer decisão. Para você se conhecer ainda mais, aqui vai um teste(rápido e muito bom) de personalidade.

No momento de empreender, você terá que lidar com os mais diferentes tipos de pessoas, ouvi-las e compreendê-las.

Por isso, a inteligência emocional também é um dos requisitos que pesam nessa hora. Procure conhecer um pouco mais sobre você, os outros e a interação da organização.

abrir uma empresa

Sua ideia de negócio é mesmo espetacular?

Converse com familiares, amigos, pessoas que trabalham no ramo que sua empresa quer se inserir, e também especialistas da área que não tenham o emocional ligado a você.

Quanto menos a pessoa consultada tem afeto, de alguma maneira, pela ideia, melhor!

Assim, o julgamento é claro, ético e justo, o que é fundamental para alinhar suas expectativas com as expectativas de seu público.

E por mais difícil que seja receber críticas, mergulhe nelas, filtre seus pontos a melhorar e faça das críticas oportunidades para crescer e desenvolver.

Além de conversar com as pessoas que você conhece e desconhece, que tal explorar pessoas ou empresas que já entendam perfeitamente do assunto e estão inseridas no mercado?

Antes de abrir uma empresa, a maioria delas conhece e aplica a técnica no Benchmarking, que nada mais é do que, uma conversa com pessoas de empresas especialistas no assunto.

Empresas que já estão inseridas no mercado a muito tempo, a pouco tempo, grandes ou pequenas, todas elas servem de apoio para você abrir a sua!

Com o Benchmarking você poderá destacar quais foram as principais oportunidades, ameaças, e dificuldades que a empresa teve, como fez para se reerguer, como lida com seus clientes, como é a demanda, etc.

Essa prática é de grande valor para os empreendedores, principalmente para os iniciantes. Sabendo disso, as EJs por todo o Brasil fazem dessa prática um mundo de conhecimento prévio para avançar no mercado.

Hora de colocar sua empresa no papel!

Não adianta de nada ter uma ideia espetacular sem estruturá-la no papel. Segundo o IBGE, quase metade das empresas fecham as portas no Brasil nos primeiros 4 anos , e um dos grandes motivos para essa alta taxa de mortalidade das empresas é a falta de planejamento.

Desperdiçar uma ideia espetacular pela pressa de colocá-la rápido no mercado pode ser um tiro no pé.

O planejamento é o ponto de partida para abrir uma empresa.

Com ele, você poderá conhecer o setor que você vai se inserir, analisar o mercado, seus concorrentes diretos e indiretos e ainda analisar quais os aspectos externos que mais influenciarão seu negócio.

O segundo passo é definir sua estratégia de negócio. É nessa etapa, que são colocados em jogo a missão, visão e valores de sua empresa. Abrir uma empresa sem uma cultura pré-definida pode ser uma saia justa.

O alinhamento entre você e seus funcionários é crucial para o negócio. Com um planejamento estratégico também serão definidas metas, objetivos e iniciativas de sua empresa.

Ter uma marca bem definida, saber como divulgá-la, conquistar e fidelizar clientes, tudo isso é papel do plano de marketing.

E não para por aí…

Pensou que abrir uma empresa fosse fácil?

Até é… mas você precisa de muito conhecimento antes.

Conhecimento esse também sobre otimização de processos, projeções financeiras, demonstrativos contábeis, etc.

O plano de negócios engloba tudo isso e muito mais para você avaliar a viabilidade de seu negócio. Veja aqui os 7 motivos claros para se realizar um plano de negócios antes de sair empreendendo.

Seja um verdadeiro vidente!

Ideia espetacular OK. Planejamento OK. Plano de negócios OK. O próximo passo é prever o futuro. Achou impossível? Nós mostramos que não é.

Num plano de negócios, as projeções de cenários são valiosas para qualquer tomada de decisão. É interessante você fazer, no mínimo, 3 cenários, um o considerado ruim, o ideal e o ótimo.

É preciso analisar friamente os resultados mostrados e assim tomar as decisões mais assertivas para seu negócio, decisões essas que podem ser de curto, médio ou longo prazo a fim de consolidar sua marca, aperfeiçoar processos e aumentar seus lucros.

O plano financeiro é fundamental para o empreendedor iniciante gerenciar melhor seu negócio e tentar garantir a sobrevivência da organização. Sem ele sua empresa pode ser um barquinho de papel no oceano inteiro e isso pode custar caro! Inclusive temos um artigo exclusivamente sobre isso: Ignorar um plano financeiro pode custar caro.

Viu que vai dar certo? Acione seu Networking!

Sua ideia está se materializando, e seus recursos cada vez mais diminuindo…Já é tempo de acionar seu Networking!

Mas afinal, o que é Networking?

Sabe aquele vizinho que sabe vender picolé como ninguém, mesmo o picolé não sendo tudo aquilo? Ou aquela amiga da sua prima ótima em fazer promoções? E também sempre tem aquele conhecido com muitos seguidores nas redes sociais, não é mesmo? E aquele tio seu que é empresário e pode investir em seu negócio?

Coloque toda essa gente a seu favor! Despenda seu tempo contatando as pessoas certas, com as habilidades certas, para o momento certo de seu negócio!

abrir uma empresa

Já disseminou a ideia com seus contatos? Ótimo. Agora busque estabelecer laços!

E no que diz respeito a laços, não são laços apenas com seus clientes. Laços aqui se entendem por qualquer relação estabelecida com o intuito de apoiar sua futura empresa.

Busque fornecedores com preços justos e que abracem sua ideia. Busque as pessoas certas para o trabalho e motive-as. Busque estabelecer parcerias com empresas de diversos setores, essa estratégia ajuda muito a divulgação da sua marca. Procure pessoas com experiência para lhe ajudar, seja na área de produção da empresa ou em questões administrativas. Vá atrás!

Muitas vezes, para tirar todo o planejamento do papel é preciso de uma ajudinha extra. Encontrar um sócio ou investidor pode ser uma boa alternativa nesse caso.

No entanto, atente na sua escolha!

O sócio ou investidor precisa muito mais do que apenas ajudar você no ponto de vista financeiro, ele precisa comprar a ideia do negócio e compartilhar os mesmos valores que você – parte essencial para o alinhamento da empresa como um todo.

Ame e conheça seus clientes!

As empresas passaram a crer, nos últimos anos, que a concepção de qualquer negócio não está ligada principalmente aos processos, e sim às pessoas.

Uma empresa é feita de pessoas. E são essas pessoas que influenciam de alguma maneira o negócio e fazem a empresa girar. Tanto os colaboradores como os clientes são peças fundamentais para o sucesso de seu negócio.

Por esse e outros mil motivos, ame as pessoas, ame seus clientes! Procure entender as necessidades deles, seus hábitos de consumo, preferências, vontades e desejos.

O Mapa da empatia é uma técnica que ajudaria muito você, e temos um artigo exatamente sobre isso: Mapa da Empatia: Como entender o que o seu cliente pensa?

Um produto inovador e lucrativo é, muitas vezes, uma simples solução de um problema ou necessidade apresentada pelo cliente. Antes de procurar oferecer algo, tente entender o que eles precisam.

Você está disposto a se virar nos 30 para abrir uma empresa?

Empreender é ter todo dia um novo desafio, e esses desafios são multiplicados por 10 quando se tem apenas uma ou duas pessoas envolvidas para tocar o negócio, já que para contratar funcionários você precisa primeiro se estabelecer financeiramente.

Então, esteja apto para desempenhar mil e uma funções.

Abrir uma empresa e empreender também é sinônimo de errar em suas decisões, aprender com os erros, arriscar no que você acredita e ir atrás de conhecimento em diversas áreas.

Esteja ciente de que você é o dono e precisa desempenhar funções de qualquer tipo, desde trocar uma lâmpada no estabelecimento, limpar o chão da sala de trabalho até as mais detalhadas como por exemplo, questões contratuais com funcionários e legais também.

abrir uma empresa

Quase tudo pronto, mas como divulgar minha marca com tão poucos recursos?

Fácil.

Investir num plano de marketing é a saída mais recomendada para abrir uma empresa e já divulgá-la. Com o plano, você define um posicionamento da marca e a divulga para seus clientes.

Fique ligado com seu posicionamento, porque todo mundo sabe que ’a primeira impressão é a que fica’, então saiba como vender através da imagem.

Outra saída é atirar-se no marketing digital!

Uma das maneiras mais assertivas de conseguir divulgar sua marca é pelas mídias sociais, o que pode ser feito antes mesmo do produto estar pronto.

Criar uma página no Facebook, postar imagens no Instagram e interagir no LinkedIn são alternativas baratas e práticas para que sua empresa já nasça com clientela.

Entretanto, tome muito cuidado com as postagens feitas, a linguagem, cores, registro de atividades da empresa diz muito sobre a organização e pode passar uma imagem não desejada.

Deu lucro? Reinvista!

Você já viu que abrir uma empresa com pouco dinheiro é possível, mas e para ela crescer e continuar crescendo nos primeiros anos?

A melhor dica, nesse caso, é reinvestir seus lucros no negócio.

Um dos maiores erros dos empreendedores iniciantes é a pressa para colher resultados. Buscar a lucratividade cedo demais pode comprometer a saúde financeira da empresa.

Então, reinvista seus lucros e tenha como prioridade a meta financeira de 0% endividamento, principalmente em tempos turbulentos como os de hoje com a crise econômica.

Gostou das dicas? Agora é com você para colocá-las em prática.

Boa sorte futuro empreendedor!

Laís Neves
Laís Neves

Últimos posts por Laís Neves (exibir todos)